-10%

Quem Matou O Meu Pai

14,39 12,95

Categoria: Etiqueta:
isbn

9789896688684

authors

Édouard Louis

authors_json

[{"id":9728,"name":"u00c9douard Louis","permalink":"edouard-louis","image":"personas/October2019/H31ENjfZOhfp0PnPAymf.png","description":"<p><strong>Édouard Louis</strong> nasceu em Hallencourt, França, em 1992. Estudou História na Universidade de Picardia e Sociologia na Escola Normal Superior de Paris. </p>rn<p>Unindo o pendor autobiográfico confessional com a força do romance moderno, recebeu o Prémio Goncourt para Primeiro Romance com a publicação do seu livro de estreia, <em>Acabar com Eddy Bellegueule</em> (Fumo Editora, 2014), conquistando imediatamente um lugar no panorama literário como uma das suas novas vozes mais fortes e promissoras.</p>rn<p> </p>","gender":"M"}]

edition_number

1

publish_date

junho de 2020

number_of_pages

222

cover_type

Capa dura

dimensions

150x222x10

garanteed_price

2021-09-30

pdf_file_name

[{"download_link":"books/June2020/dX0DT5lzuCn7c4rvsebG.pdf","original_name":"Quem Matou o Meu Pai.pdf"}]

Promoção Atual

-10%

Descrição

«Édouard Louis está na vanguarda da nova geração de escritores políticos franceses.» — Evening Standard

«Já não podes conduzir, já não te é permitido beber álcool, já não podes tomar banho ou ir trabalhar sem correres riscos enormes. Tens pouco mais de 50 anos. Pertences àquela categoria de seres humanos a quem a política reserva uma morte precoce.»

Com voz apaixonada e urgente, Édouard Louis relata o retorno à sua cidade natal e à casa paterna, um local «feio e cinzento» numa das regiões mais pobres de França. É um regresso a uma infância dolorosa, assombrada pela presença de um pai expressão da virilidade mantida pela violência, e pela vergonha de um filho diferente, grácil, efeminado e inteligente; mas, ao mesmo tempo, também a tentativa de uma reconciliação com esse passado e com essa figura paterna, agora fisicamente diminuída, frágil e desamparada, exposta.

Relato comovente do reencontro possível entre pai e filho, a fazer lembrar a Carta ao Pai de Kafka, Quem Matou o Meu Pai é, simultaneamente, o gesto que procura o perdão e o grito de denúncia de um fosso social que devora a França há décadas, com o dedo apontado aos protagonistas desse poder político, dessa casta privilegiada, verdadeira responsável por condenar a uma morte precoce as classes mais baixas de uma sociedade cada vez mais dividida.

«Uma história esmagadora de reconciliação, perdão e conquista da ternura.» — Télérama

 

Informação adicional

isbn

9789896688684

authors

Édouard Louis

authors_json

[{"id":9728,"name":"u00c9douard Louis","permalink":"edouard-louis","image":"personas/October2019/H31ENjfZOhfp0PnPAymf.png","description":"<p><strong>Édouard Louis</strong> nasceu em Hallencourt, França, em 1992. Estudou História na Universidade de Picardia e Sociologia na Escola Normal Superior de Paris. </p>rn<p>Unindo o pendor autobiográfico confessional com a força do romance moderno, recebeu o Prémio Goncourt para Primeiro Romance com a publicação do seu livro de estreia, <em>Acabar com Eddy Bellegueule</em> (Fumo Editora, 2014), conquistando imediatamente um lugar no panorama literário como uma das suas novas vozes mais fortes e promissoras.</p>rn<p> </p>","gender":"M"}]

edition_number

1

publish_date

junho de 2020

number_of_pages

222

cover_type

Capa dura

dimensions

150x222x10

garanteed_price

2021-09-30

pdf_file_name

[{"download_link":"books/June2020/dX0DT5lzuCn7c4rvsebG.pdf","original_name":"Quem Matou o Meu Pai.pdf"}]

Promoção Atual

-10%