-10%

A Crónica de Travnik

24,99 22,49

Categoria: Etiqueta:
isbn

9789896232160

authors

Ivo Andric

authors_json

[{"id":8712,"name":"Ivo Andric","permalink":"ivo-andric","image":"personas/May2019/FXz3dVDNnR5brXhxm1k3.jpg","description":"<p style="text-align: justify;"><span><strong>Ivo Andric</strong> nasceu na Bósnia em 1892. Escritor, diplomata e político, Andric foi sempre uma personalidade controversa. Suspeito de envolvimento no assassinato do arquiduque Francisco Fernando, é dentro dos muros da prisão de Maribor que, «humilhado como um verme», escreve os seus primeiros poemas em prosa. </span></p>n<p style="text-align: justify;"><span>Os bombardeamentos a Belgrado na II Grande Guerra surpreendem-no em Berlim na qualidade de Ministro dos Negócios Estrangeiros na Alemanha do III Reich. Recusa o asilo que os Nazis lhe oferecem e regressa a uma Jugoslávia ocupada, onde viverá encerrado no seu apartamento, em prisão domiciliária. É neste período que escreve as suas duas obras-primas: os romances <em>A Ponte sobre o Drina</em> e A<em> Crónica de Travnik</em>. Morre em 1975, na Jugoslávia de Tito, acérrimo defensor do regime. Ivo Andric permanece um dos nomes incontornáveis da literatura mundial. A sua obra, unanimemente elogiada pela crítica e pelos leitores, e da qual fazem parte poesia, ensaio, romances e relatos de viagem, encontra-se publicada em mais de 20 países.</span></p>","gender":"M"}]

edition_number

1

publish_date

janeiro 2016

number_of_pages

504

cover_type
dimensions

150 X 225

garanteed_price
pdf_file_name
Promoção Atual

-10%

Descrição

No auge das campanhas militares que opõem La Grande Armée de Napoleão aos exércitos aliados das restantes potências europeias, o diplomata francês, Jean Deville, logo seguido pelo seu congénere e rival austríaco, é enviado como cônsul para Travnik, capital bósnia do Império Otomano, terreno multiétnico de disputas milenares entre a cultura ocidental e a cultura oriental. Nesta pequena cidade perdida nos montes, os dois cônsules assistem progressivamente ao naufrágio dos seus sonhos de juventude e ambição perante a desconfiança de uma comunidade atávica e hostil.

Brilhante romance, publicado originalmente em 1945, mas fruto de um maturado projecto iniciado nos anos vinte do século xx, A crónica de Travnik é considerada pela crítica uma das obras-primas de Ivo Andri, que plenamente justifica a atribuição do Nobel de Literatura ao autor: «pela força épica com que retratou temas e representou os desígnios humanos inspirado pela História do seu país.

Informação adicional

isbn

9789896232160

authors

Ivo Andric

authors_json

[{"id":8712,"name":"Ivo Andric","permalink":"ivo-andric","image":"personas/May2019/FXz3dVDNnR5brXhxm1k3.jpg","description":"<p style="text-align: justify;"><span><strong>Ivo Andric</strong> nasceu na Bósnia em 1892. Escritor, diplomata e político, Andric foi sempre uma personalidade controversa. Suspeito de envolvimento no assassinato do arquiduque Francisco Fernando, é dentro dos muros da prisão de Maribor que, «humilhado como um verme», escreve os seus primeiros poemas em prosa. </span></p>n<p style="text-align: justify;"><span>Os bombardeamentos a Belgrado na II Grande Guerra surpreendem-no em Berlim na qualidade de Ministro dos Negócios Estrangeiros na Alemanha do III Reich. Recusa o asilo que os Nazis lhe oferecem e regressa a uma Jugoslávia ocupada, onde viverá encerrado no seu apartamento, em prisão domiciliária. É neste período que escreve as suas duas obras-primas: os romances <em>A Ponte sobre o Drina</em> e A<em> Crónica de Travnik</em>. Morre em 1975, na Jugoslávia de Tito, acérrimo defensor do regime. Ivo Andric permanece um dos nomes incontornáveis da literatura mundial. A sua obra, unanimemente elogiada pela crítica e pelos leitores, e da qual fazem parte poesia, ensaio, romances e relatos de viagem, encontra-se publicada em mais de 20 países.</span></p>","gender":"M"}]

edition_number

1

publish_date

janeiro 2016

number_of_pages

504

cover_type
dimensions

150 X 225

garanteed_price
pdf_file_name
Promoção Atual

-10%