Peter Kelder

Peter Kelder

Peter Kelder foi criado por pais adotivos nos Estados Unidos e, ainda adolescente, saiu de casa para embarcar em aventuras.

Tornou-se um homem instruído e fluente em muitas línguas, e foi, toda a sua vida, um apaixonado pelos livros. Kelder afirmava que o Coronel Bradford — o pseudónimo da personagem principal deste livro — era um indivíduo real, que tinha de facto ido ao Tibete, e que o conhecera pessoalmente na década de 1930, no sul da Califórnia, onde o livro foi escrito.

No entanto, Kelder era um homem extremamente reservado que recusava revelar ao público mais do que estes breves detalhes. Sentia que o livro falava por si mesmo e que as questões respeitantes ao seu autor e ao Coronel Bradford iriam apenas servir de distração para o valor da sua mensagem simples e direta.

 

Do/a mesmo/a autor(a):