João Gilberto Noll

João Gilberto Noll

Nasceu em Porto Alegre, em 1946. Licenciado em Letras, trabalhou no Rio de Janeiro e em São Paulo como revisor. A sua estreia literária foi com o livro de contos O Cego e a Dançarina (1980), com o qual venceu o prémio Jabuti na categoria de autor revelação, o primeiro dos cinco prémios Jabuti que recebeu durante a sua carreira, pelos romances Harmada (1993) e A Céu Aberto (1996), pelo livro de crónicas Mínimos Múltiplos Comuns (2003), além de Lorde.

Assinou uma vasta e premiadíssima obra ficcional, com uma incursão pelo teatro, tornou-se presença habitual nos prémios brasileiros, e o romance Harmada foi mesmo considerado um dos cem grandes romances brasileiros de sempre. A sua obra foi adaptada ao cinema em três ocasiões: Nunca Fomos tão Felizes, de Murillo Salles, em 1984, adaptação do conto «Alguma Coisa Urgentemente»; Harmada, de Maurice Capovilla, em 2003; e Hotel Atlântico, realizado por Suzana Amaral em 2009.

Do/a mesmo/a autor(a):